domingo, 5 de junho de 2011

COMO ACEITAR UM NÃO NO TRABALHO?


Não só no meio pessoal, como também no meio profissional, o simples fato de ouvir um não, pode ter um forte peso nas atitudes e decisões de uma pessoa.
Agora me diga uma coisa, quem nunca ouviu um categórico NÃO na vida? Em qualquer que seja o local ou a situação! No mundo corporativo isso não é diferente.
O único problema é que não somos “treinados” para ouvir um não.
Mais então, como aceitar um não de um chefe ou mesmo um colega de equipe?
Em primeiro lugar devemos nos atentar ao fato de que nem sempre estamos certos. A opinião de toda a equipe deve sim ser ouvida, porém isso não obriga a equipe a acatar e colocar em prática todas estas opiniões.
O que as pessoas geralmente não sabem separar é um NÃO de um feedback. Este tem a missão de levar um retorno a quem deu alguma idéia, só que nem sempre ele será positivo, é onde as pessoas pensam que suas idéias nunca são aceitas ou que são perseguidas.
É certo também que no papel é tudo mais fácil não é? É o famoso “falar é fácil”, porém a prática nos deixa mais resilientes e preparados para receber um feedback negativo.

Agora, por que é tão difícil aceitar?

Como dito anteriormente, o que impossibilita ainda mais essa aceitação, é o fato de o profissional levar a situação pelo lado pessoal. Pensa logo em perseguição, e isso só tende a atrapalhar sua produção, caindo qualidade, quantidade, convívio, entre outros.
 Outro ponto a ser observado nos profissionais é que alguns têm uma grande facilidade de aceitação perante um não, enquanto outros não o aceita de forma nenhuma.
Segundo Paula Souto Sanches (psicóloga, orientadora vocacional e analista de Carreiras da Veris Faculdades), adultos que sempre ouviram sim na infância tem uma grande dificuldade em aceitar um não. Ao contrário dos que sempre ouviram ‘não’ na infância, tem uma facilidade maior de aceitá-lo quando adulto, além de terem o mesmo como um novo desafio.

Como devemos encarar um NÃO?

O primeiro e mais importante passo, é enxergar que um “não”, nem sempre é uma perseguição ou implicância.
Porque nem todas as idéias são sempre aceitas. Ok, você deve estar se perguntando “mais já vi idéias super absurdas serem aceitas, colocadas em prática e fracassar”. Sim, isso não é mentira, como da mesma forma algumas idéias super inteligentes e de pessoas bem sucedidas ocorrerem da mesma forma.
É importante que aceitemos um não como um novo desafio. Devemos nos questionar, por que não? Em alguns casos, certamente as idéias são boas, porém mal formuladas. Por isso a experiência, paciência e o conhecimento devem entrar em campo.
Antes de expormos qualquer idéia, devemos saber argumentar sobre ela. Simplesmente colocá-la na mesa, é provável que tenha um “não” te esperando.
Se você está certo de que sua idéia vai ser um sucesso, argumente com quem lhe disse não. Exponha seus motivos, ideais e lute pelo seu objetivo.


NUNCA ENCARE UM NÃO COMO UM FRACASSO
E SIM COMO UM NOVO RECOMEÇO!
.
.
.
.

Um comentário:

  1. Como sempre, o blog sempre traz pauta mto interessantes...Não me recordo de ter lido a respeito deste tema em nenhum outro veículo relacionado a área. Parabéens pela criatividade!
    Concordo plenamente que muitos profissionais tem uma dificuldade enorme (talvez, quase todos) em lidar com o temido NÃO, e gostaria de deixar uma sugestão para um outro post talvez: acho importante discutir o lado contrário, quando o profissional tem que aprender a dizer NÃO aos colegas de trabalho, que, muitas vezes podem se aproveitar do fato de vc ser o "bonzinho" para pedir tudo o que querem, enfim, o famoso "montar em cima". Mais uma vez, parabéns pelo texto, que, por sinal, ficou muito bem escrito.
    Até a próxima!

    ResponderExcluir

Você é livre e responsável por seus comentários, porém lembre-se que outras pessoas também vão ler isso!